Filé Wellington – Galantine de Filet Mignon

10 06 2008

file wellington

<!– @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm } –>

Gente, eu fiquei de postar algumas das delícias que tenho aprendido, e esse filé fica simplesmente divino!! Neste caso, ele encontra-se no livro do Cordon Bleu, mas aprendi a fazer com mais detalhes no curso.

Não é uma receita simples, mas também não é nada tão complicado assim, e o resultado final vale a pena!

Então vamos à receita:

INGREDIENTES:

1 peça de filé mignon

100g Manteiga

½ kg de massa folhada pronta

O recheio deste filé é o duxelles de champignon, que leva:

400g de champignon fresco

100g de manteiga

salsinha

100ml de vinho branco seco

100g cebola

Sal

Pimenta do reino

1 ovo pra pincelar

COMO FAZER

PREPARANDO O FILÉ

Tempere o filé com bastante sal e pimenta do reino, fazendo uma crosta e leve a uma frigideira para selar. Sele bem todos os lados, inclusive as extremidades. Deixe esfriar e leve à geladeira até o dia seguinte, para soltar bastante líquido. O ideal é que fique como um rosbife, rosado no meio. Prepare o filé na véspera, pra que ele esfrie bem.

DUXELLES DE CHAMPIGNON

Corte o champignon em cubinhos bem pequenos (vc pode colocar outros tipos de cogumelos também, como shiitake, porto bello, etc, mas sempre frescos)

Corte a cebola, também bem picadinha, e refogue na manteiga. Quando estiver transparente, junte os cogumelos.

Adicione o vinho branco e cozinhe até secar

Adicione a salsa e tempere com sal e pimenta

Reserve.

MONTAGEM

Abra a massa folhada com 0,5cm de espessura (algumas já vem assim, o que é um adianto).

Coloque o duxelles de champignon, de forma que faça uma caminha para o filé.

Antes de colocar o filé, seque ele bem com um papel toalha. Coloque então sobre a cama de champignon, e feche a massa folhada.

Vire para que fique com a emenda para baixo, decore com pedacinhos de massa (dá pra fazer vários desenhos, fica lindo!)

Pincele com uma gema e leve ao forno não muito quente até dourar.

O ideal é servir frio, para que não desmanche ao cortar.

OPÇÕES

Você pode fazer com outros tipos de carne, como frango, porco ou peixe, mas nesse caso, tem que fazer a carne bem passada.

Você pode fazer o filé em porções individuais, com medalhões, fica lindinho!! E neste caso, pode servir quente, porque não tem risco de desmanchar.

DEPOIS É SÓ PARTIR PRO ABRAÇO!!

Anúncios




Ovo Frito

27 04 2008

ovo frito

Olá pessoas, eu sei que ando meio sumida, mas a vida deu uma enrolada, com pequenas reformas, mudanças de armário de lugar, o que me obrigou a arrumá-lo. Por isso minha casa está um caos e eu ainda não consegui arrumar. Ainda fiz o favor de pegar uma gripe forte e ficar os últimos três dias literalmente de molho.

E por outro lado, estou desenvolvendo uma receita com o famigerado giló, que ficou uma delícia da primeira vez, mas ainda não está exatamente como eu quero, então não quero postar aqui. Mas já adianto que até os mais ferrenhos odiadores de giló apreciaram essa receita, mas isso fica pro próximo post.

Por isso, hoje vamos falar de ovo frito. Isso mesmo, não é ovo mexido, nem omelete, é ovo frito.

Como assim ovo fito??

Todo mundo sabe fritar um ovo, né?

Será??

Bem, eu estava visitando o “cuecas na cozinha”, e em um comentário alguém falou que não sabe fazer nem ovo frito, mas quem disse que fazer ovo frito é fácil??

Existem várias formas de fazer ovo frito. Se vc for fazer em imersão, realmente até que não é difícil.

Coloque bastante óleo pra esquentar (suficiente para o ovo boiar), quebre o ovo, coloque uma pitadinha de sal e vá jogando o óleo quente com a escumadeira pra cozinhar a parte de cima.

Bem, no meu caso eu não faço ovo fito em imersão.

Na verdade, pra mim, o melhor é na manteiga.

Pra isso é bom ter uma frigideira confiável, de preferência antiaderente.

Coloque meia colher de manteiga pra esquentar

Quando estiver quente, quebre o ovo e ABAIXE O FOGO. Isso mesmo, abaixe o fogo e deixe o ovo fritar mais lentamente, coloque o sal.

Aí vem o gosto do freguês. Pra quem gosta da gema mole, espere a clara icar bem branquinha e vire delicadamente para que a clara fique totalmente cozida, mas a gema fique mole por dentro. Essa virada tem que ser rápida, senão cozinha a gema.

Pra quem gosta de gema durinha, pode estourá-la e depois virar, ou ainda demorar mais para tirar depois da virada.

Agora, tem as variações:

Já experimentou dourar um alhozinho na manteiga antes de colocar o ovo??

Já experimentou colocar um pouco de milho antes de virar, sem desestruturar o ovo?

Já experimentou jogar um tempero em pó, ao invés de sal??

E pão com ovo, tem coisa melhor???

Bem, por hoje é só!

Beijos





ROCAMBOLE DE MOUSSE DE GOIABADA

13 04 2008

Olá, pessoas!! fiquei uns dias sem postar, mas hoje a inspiração veio e fiz um rocambole “tuuuudo de bom”!!

A receita do pão de ló, eu catei pela internet, e ficou muito muito boa! Só acrescentei a baunilia.

E o recheio eu já estava pensando em usar goiabada, mas sou louca pela mistura de goiabada com creme de leite, e ficou bem levinho, nada doce demais!

PÃO DE LÓ

  • 6 ovos separados (gosto de tirar a pele das gemas pra não ficar com cheiro de ovo)
  • 6 cs de açúcar peneirado
  • 5 cs de farinha de trigo com fermento peneirada
  • 1 cc de essência de baunilia

Bater as claras em ponto de suspiro, acrescentar as gemas uma a uma, acrescentar o açúcar e bater.

Desligar a batedeira e misturar a farinha delicadamente.

Colocar em um tabuleiro grande, com papel manteiga e assar em forno médio, com cuidado para não assar demais.

Retirar do forno e reservar, até esfriar um pouco

Polvilhar um outro pedaço de papel manteiga com acúcar e virar a massa já assada.

CREME

  • Uma xícara de goiabada
  • Uma caixinha de creme de leite

  • Meio pacotinho de gelatina sem sabor diluída

Bater tudo no liquidificador

MONTAGEM

Espalhar o creme de goiaba sobre a massa e enrolar.

Servir com chantili.





Post de Estréia

1 04 2008

Eu estava me perguntando o que seria uma receita perfeita pra inaugurar o blog, muitas passaram pela minha cabeça. A preferida do meu pai, a preferida do namorado, ou a dos amigos. Alguma receita famosa, ou alguma inventada por mim… Tantas dúvidas.

Bem, acontece que hoje a inspiração bateu e eu inventei um recheio beeem legal pra um bolo de batata, então acabei optando pela minha mais recente criação. Até porque, nada melhor pra uma estréia do que camarão!!

Aí vai:

foto_nossosprodutos02.jpg

BOLO DE BATATA COM RECHEIO DE CAMARÃO E LEGUMES

6 batatas médias descascadas

½ kg de camarão

1 Pitada de pimenta do reino

1 maço de brócolis (só as flores)

1 Cenoura

1 Cebola média picada

1 Colher de margarina

1 Dente de alho amassado

3 Tomates

½ Xícara de leite

1 colher sopa de amido de milho

Sal

1 Pacotinho de tempero em pó

 

Modo de fazer

  • Descasque os camarões, tempere com alho, sale pimenta e reserve.

  • Com as cascas, faça um caldo de camarão.

  • Coloque para cozinhar: as batatas, o brócolis e a cenoura, cortados grosseiramente para que se possa separá-los depois, com o caldo do camarão (reserve uma xícara).

  • Depois de cozidos, separe as batatas e amasse-as, fazendo um purê, com um pouco de leite, margarina e o tempero em pó. Reserve.

     

  • Em outra panela, refogue a cebola, com a margarina, quando estiver dourada, acrescente os tomates e uma xícara do caldo de camarão.

  • Deixe o tomate reduzir um pouco e acrescente os camarões, o brócolis e a cenoura picadinhos. Acerte o sal. Deixe ferver até os camarões ficarem cozidos.

  • Misture o amido de milho com a meia xícara de leite e acrescente, mexendo sempre até formar um creme grosso.

 

Em um refratário monte, primeiro o recheio, e depois o purê de batatas.

Polvilhe com queijo ralado e leve ao forno até dourar.

 

Acabo de inventar, e ficou uma delícia!!

bolo-de-batata2.jpg